Mito Elias in the news

MITO - UM PRINCIPE DAS NUVENS

Entrevista publicada no Jornal Visão Internacional Nº6 - Brockton, 19 de Abril de 2001

Indomável, rebelde na postura artística, ousado no uso da técnica, Mito pinta incessantemente as suas telas numa garagem transformada em ateliêr, em North Providence, no Estado de Rhode Island. Além do prazer visual que suscita um simples browsing pelas telas, umas ainda esboçadas, outras por acabar e algumas por emoldurar, Mito encanta, porque, nos instantes em que não é artista, é pura Arte. Como um dos quadros que me fez viajar - o "Pet Serenate"!

Dois pintores cobra em Cabo Verde Entendendo Mito e Alexandre Silva

Jornal HORIZONTE, Quinta Feira, 6 de Janeiro de 2000. Página 8.

ESTE ÚLTIMO trimestre do ano deu aos mindelenses a oportunidade de ver três exposições sucessivas de pintura no Cen-tro Cultural da sua cidade. Vou-me ocupar rapidamente aqui de duas delas, deixando, para um próximo artigo, as reflexões que a terceira, ainda em curso, neste mês de Dezembro, me sugere.

Mito "Kurasson di Sibitchi"

A SEMANA Nº424, Sexta Feira, 22 de Outubro de 1999. Página 19

O artista plástico Mito está de volta à sua cidade natal, Praia, com mais uma amostra de pinturas. "Kurasson di Sibitchi" é o nome desta nova aventura, feita de muitas andanças, cujo resultado são duas dezenas de quadros que poderão ser vistos, até o dia 31, no Palácio da Cultura, seguindo depois para S. Vicente, no Centro Cultural do Mindelo.

Mito ou Kurason di Sibitchi

Jornal HORIZONTE Nº40 - Quinta Feira, 14 de Outubro de 1999. Página 15.

DEPOIS de Tchalé Figueira, que tinha uma exposição de pintura patente ao público desde o passado 4, até hoje, no Palácio da Cultura, na Praia, chegou a vez do artista plástico Mito expor os seus trabalhos de pintura.

Vai acontecer, sob o tema "Kurason di Sibitchi". também no Palácio da Cultura, no Platô, de 18, (segunda-feira), até o próximo dia 31.

FAZER DO LIXO UM LUXO

Nota publicada na agenda cultural do Jornal da Região da Amadora - Nº75 - Quinta Feira, 12 de Novembro de 1998. Página 2.

Nota publicada na agenda cultural do Jornal da Região da Amadora -
Nº75 - Quinta Feira, 12 de Novembro de 1998. Página 2.

MITO inspira-se sempre em Cabo-Verde. "Não consigo desligar", diz ele. Nasceu Fernando Hamilton Barbosa Elias. Cresceu lá, veio há 10 anos, e voltou por duas vezes. Sobre a saudade cita um poeta, sem dizer o nome... "Neste mundo ocupado por ausências, a saudade é a experiência principal". Esta nostalgia do que ficou para trás tem um quê de bom. A ela, vai Mito buscar a inspiração. "Quase sempre".

Pintura ecológica

Artigo publicado no DIÁRIO DA EXPO' 98 Nº112, Quarta Feira, 9 de Setembro de 1998. Página 3.

A "eco pintura" do artista plástico caboverdiano Mito está patente no restaurante As Ilhas, até depois de amanhã. Uma exposição que evoca as ninfas crioulas e que tem como pano de fundo o mar e a escrita. A mostra chama-se "Lantuna na mei di mar"

"LANTUNA" é um arbusto aromático, que abunda nas encostas do arquipélago de Cabo Verde. Diz quem o cheira que o seu doce aroma é inesquecível. É o que, pelos vistos, acontece com o pintor caboverdíano Mito, artista plástico, que expõe até sábado, no Restaurante As Ilhas, um conjunto de 22 quatros, a que chamou "Lantuna na mei di mar".

As Mitologias do Mito

Revista Kultura Nº2, Julho de 1998. Páginas 168 a 173.

Para já, antes de penetrar no código pictórico de Mito das suas transfigurações e transgressões, do seu dinamismo expan-sivo e revolucionário, da sua orgia de cores e orgasmos metafóricos, não resisto à tentação de citar uma frase de Roland Barthes, na qual se enquadra perfeitamente todo esse universo Mito (lógico) - e cito: "Para escapar a alienação da socieda-de presente, não há senão um meio: a fuga para o futuro," o que pressupõe, evidentemente, que estou a referir-me a uma linha vanguardista, e, neste caso, até, futurista nas composições do Mito.

A pintura de uma realidade sonhada

Novo Jornal de Cabo Verde Nº495/169 - Sábado 5 de Julho de 1997. Páginas 14 e 15

O artista plástico, cabo-verdiano, Fernando Hamilton Barbosa Elias, mais conhecido por Mito, radicado em Portugal, esteve recentemente na Praia, onde fez uma exposição de pintura e organizou uma oficina aberta destinada às crianças da capital. Essas actividades tiveram lugar de 9 a 21 de Junho, no espaço de expo-sições do INAC frente à Praça Alexandre Albuquerque, e de 23 de Junho a 2 de Julho no Centro Cultural do Mindelo.

NJC - Para começar, gostaria que me falasses dos teus quadros e dos materiais que utilizas na tua pintura?

Mito regressa com "Lágrimas de índigo"

Jornal A SEMANA Nº 303. Sexta Feira, 6 de Junho de 1997. Página 15.

O poeta, fotógrafo e artista plástico Mito regressa à sua Praia natal com mais uma amostra de pinturas, intitulada "Lágrimas de índigo", estando a "vernisage" (abertura) marcada para a próxima segunda-feira, na sala de exposições do INAC, situada na Praça Alexandre Al-buquerque. "Lágrimas de índigo" é constituída por um conjunto de óleos já mostrado em Portugal, onde o artista reside desde 1989.

Pages