April 2013

DESENHO DE MITO (SEM NOME)

" E se a História brincasse? Nesse momento percebi que me era impossível anular a minha própria brincadeira, quando eu próprio e a minha vida toda nos encontramos incluídos numa brincadeira muito mais vasta (que nos ultrapassa) e totalmente irrevogável."

Milan Kundera. A BRINCADEIRA

-------------------------------------------------------------------------------------

especial homenagem ao grande artista português JOSÉ (ZÉCA) AFONSO

ONCE UPON A DREAM I

Era uma vez um lindo sonho:

Apagar o sol com um assobio
Fazer chover camoca
E cuspir na nuvem da fome

Mas hoje
0 sonho lindo derreteu-se num pesadelo sísmico
Ostentando um equinócio perfumado
Na orgia do mandarim

MITO-VIII-86

MARKITO COM K

(Essas coisas são sempre susceptíveis de acontecer, daí que o que vou contar nada tem de inverosímel).

Caminhando absorto pela noite adentro... aparece-me de repente um rapaz bem aparentado, com uma magnífica navalha, que me manda - vá depressa! - passar a carteira, olhando-me com uma impaciência agressiva. Isto deve-se talvez ao facto de os criminosos da capital não poderem operar tão tranquilamente, hoje em dia. A cada momento, é um carro de polícia, vindo da bandas da Frigideira, a patrulhar as ruelas da Achada de Santo António. Daí, o nervosismo de que falei acima...

REDESCOBRIR SANTA LUZIA

Esquecida por nossos músicos e poetas a ilha de Santa Luzia - da qual parece restar uma lenda somente - desponta-se da vastidão do mar como uma pérola, e deixa que os seus montes nos faça lembrar, já à primeira vista, estes versos arrancados à poderosa verve de Jorge Barbosa:

Montes alerta
implorando ao céu.
Montes alerta
nos seus contorcionismos estáticos
de séculos
sorrindo para o céu esgares enigmáticos
como que evocarem um drama milenário.

HORIZONTE INCLINADO

Uma história para Rafael

A pequena figura não passava de distante ponto perdido na extensão da planície.

A pequena figura mais não fazia do que deixar-se estar imóvel, perfeitamente seduzida pela linha ausente que se destacava à sua frente.

0 silêncio parecia bastar-lhe. 0 brilho despido da areia parecia enchê-la.

E tudo mais que viria a acontecer não estava nos seus planos.

...

- Tu aí, que fazes?

- ... ... Apetece-me abraçar o mar... ...

- Mas que história é essa? 0 único a abraçar o mar sou eu!

NOTA SOBRE AS COISAS DA SALA

0 jarro chinês. A antíquissima dinastia tang. Nunca entendi bem esta tua atracção tão particular pela China. Aguela China muito tua, imperial, lendária, que teria até inventado a pólvora. E não a outra, a real, de camponêses pobres a lida nos arrozais e de comités, onde se debate o controle de natalidade. Sabes, os chineses e os coelhos sao concorrentes na grande arte da reprodução. A sério...

MINDELO ESTA A ARDER?

A bica do café Rêgo, homenagem de um desertor, atingido fatalmente por uma indigestao fraccionista.

FOTO J. NELSON (SEM NOME)

Um dia serei ardente e exacto.
Então terei sentidos inumeráveis
e na minha boca haverá
a ordenação e a intensidade da colmeia.

OSVALDO ALCÂNTARA. 0 poema que me falta escrever.

Pages